Você está em: Início > Notícias

Notícias

30/07/2007 - 08:48

Trabalho e Previdência

Projeto de Lei quer ampliar licença-maternidade para casos especiais

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) prevê que a empregada gestante tem direito à licença-maternidade de 120 dias, sem prejuízo do emprego e do salário. Projeto do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) aumenta este prazo em mais 60 dias nos casos de nascimento múltiplo, nascimento prematuro ou nascimento de criança portadora de doença ou malformação grave que demande maior atenção que a normalmente dispensada ao recém-nascido em circunstâncias normais.


O PLS 300/07, que está aguardando parecer da relatora, senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN), tramita de forma terminativa na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Ele também estipula que as despesas com a extensão do salário-maternidade devido nos casos de nascimento múltiplo, prematuro ou de criança portadora de doença grave serão custeadas através de dotações próprias do orçamento da seguridade social.


"Ainda que o prazo de concessão atual da licença-maternidade seja bastante razoável para a maioria das situações, há casos que demandam tratamento especial. Tratam-se de situações nas quais a presença materna se torna ainda mais indispensável que o normal, em razão de circunstâncias específicas que cercam a gestação ou o nascimento", justifica Eduardo Azeredo.


O senador argumenta que alguns países já reconhecem essa necessidade e têm regras específicas para as situações por ele enumeradas. São os casos da Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Itália, Lituânia, Luxemburgo, México e Rússia.


FONTE: Agência Senado



Conheça nossos cursos e faça como
mais de 150.000 alunos que já se capacitaram com a COAD

www.coadeducacao.com.br

Indicadores
Selic Jul 1,03%
IGP-DI Jul -0,38%
IGP-M Jul 0,21%
INCC Jul 0,86%
INPC Jul -0,60%
IPCA Jul -0,68%
Dolar C 10/08 R$5,04910
Dolar V 10/08 R$5,04970
Euro C 10/08 R$5,21670
Euro V 10/08 R$5,21840
TR 09/08 0,2065%
Dep. até
3-5-12
10/08 0,7031%
Dep. após 3-5-12 10/08 0,7031%